O surgimento do YouTube em 2005 mudou completamente a forma como assistimos e interagimos com vídeos online. Antes dele, praticamente só havia duas possibilidades de se assistir a um vídeo na Internet, ou por streaming – na maioria das vezes acessível apenas para quem tinha máquinas mais parrudas – ou através de algum player que vez ou outra não era compatível com o seu computador. Velhos tempos.

Hoje existem dezenas, senão centenas de sites de compartilhamento de vídeos. Além do YouTube, temos o Vimeo, Google Videos, MetaCafe, Daily Motion e o brasileiro VideoLog.

A startup brasileira Samba Tech – que também trabalha com distribuição de vídeos – criou um infográfico muito legal, onde mostra em números o consumo de vídeos online, a participação do consumidor e a sua distribuição no mundo, em um mercado que movimenta bilhões de dólares.

Pessoalmente, acho que se você tem uma empresa, não importa a área de atuação, deveria investir fortemente em vídeos. Não se preocupe muito com a produção inicialmente. Use a imaginação. Desde que você apresente informação de qualidade, seu cliente vai agradecer e você só tem a ganhar.

O Mercado de Vídeos Online 2011

 

Via Samba Tech