Quarta-feira, 29 de junho, o MySpace foi finalmente vendido para a Specific Media, por “módicos” US$ 35 milhões de dólares. Se compararmos com o que a News Corp. pagou por ele em agosto de 2005 – US$ 580 milhões – até que foi bem baratinho. Segundo analistas, seu valor de mercado despencou principalmente devido ao crescimento vertiginoso do Facebook.

Veja o gráfico abaixo, mostrando a ascensão e a queda do MySpace, comparada à do Facebook. O que podemos aprender com isso é que nenhuma empresa de Internet está realmente blindada contra a concorrência e as intempéries do mercado, por mais estabelecida que esteja. No caso do MySpace, nem um conglomerado como a News Corporation foi capaz de salvá-la. Para mim, acho que perderam o “tesão” pela rede social. O que vocês acham?

 

Via: Business Insider

GestãoClick Gestão Empresarial

  • Não só o MySpace.com mas todas as redes sociais sentiram o impacto do FaceBook. Foi uma nova forma de se relacionar e fazer marketing seja da vida dos outros como de serviços e produtos.

  • Verdade Alex! O Facebook entrou onde as outras redes eram fracas. No filme “A Rede Social” isso fica bem claro. O Mark pesquisou muito durante a criação do FB. E até hoje, o Orkut pouco se mexeu para reverter a situação. Vamos ver agora qual será o “próximo”.

  • Estou fazendo um curso de Gestão na Fundação Dom Cabral e alguns professores compartilham da opinião que o Facebook “cairá” em até dois anos visto a desvalorização das suas ações. O que acham sobre isso?
    Eu cheguei a cogitar a hipótese do Google ter se especializado e, agora sim, mostrar seu tamanho com uma rede social simples, funcional e surpreendente. Isso até ler o artigo do Alexandre Matias “A rede social do Google é o próprio Google” 15 de janeiro de 2012| 20h01|

    http://blogs.estadao.com.br/alexandre-matias/2012/01/15/a-rede-social-do-google-e-o-proprio-google/

    O que acham sobre isso?