A crescente preocupação com as mudanças climáticas e seus efeitos na saúde ambiental do planeta vêm mobilizando corporações, governos e sociedade na busca por modelos de gestão e mecanismos que possam ajudar a amenizar, coibir – ou até mesmo estancar – a degradação e a escassez dos recursos hídricos.

O combate ao desperdício de água potável desempenha também importante papel nos esforços pela conservação das reservas de água. Só para se ter uma ideia, em 2016 o Brasil jogou literalmente fora 38% de água consumível – o equivalente a quase 18 bilhões de litros de água por dia, com perda financeira de mais de R$ 10 bilhões no ano. Os dados são do Instituto Trata Água.

Em 2016 o Brasil jogou fora 38% de água consumível

“A questão é de gestão integrada de água”, diz Felipe de Luca, engenheiro sanitarista e ambiental formado pela Universidade Federal de Santa Catarina e CEO da AcquaLogic – uma startup criada há três anos com o objetivo de contribuir com a conservação dos recursos hídricos e a redução e controle de perdas no abastecimento de água. “O Brasil tem hoje dois cenários na área de saneamento”, diz o executivo. “Enquanto a maioria das concessionárias não dispõe de programas de contenção de perdas, outras sequer fazem uso de práticas efetivas de gerenciamento”.

Leia Também:  10 Startups Brasileiras Para Ficar de Olho Em 2019

Para suprir as necessidades do setor, a startup catarinense acaba de lançar o software AcquaLogic – solução inovadora de big data analytics para gestão inteligente de controle de perdas em sistemas de abastecimento de água. O AcquaLogic realiza análises de dados e acompanhamento de ações e resultados para uma gestão otimizada e segura, substituindo de vez ultrapassados processos manuais para controle de perdas. Na prática, o software coleta dados históricos da empresa de saneamento básico, faz uma tratativa desses dados e os transforma em informação.

Os procedimentos têm por base ferramentas de gestão de alto desempenho desenvolvidas pela Escola de Negócios da universidade norte-americana de Harvard e obedece aos preceitos e processos-chave da Internacional Water Association, entidade internacional formada por profissionais do mundo todo ligados à agenda global para controle de perdas hídricas.

Intuitivo e modular

Ágil e fácil de usar, o sistema AcquaLogic é composto por quatro módulos intuitivos, 100% integrados e customizáveis de acordo com as demandas do cliente. O módulo Gestão traz ferramentas de planejamento estratégico como balanços hídricos, indicadores de desempenho e perdas e relatórios analíticos.

Desktop AquaLogic
Desktop AquaLogic
Leia Também:  4 Hacks de SEO Para Startups Com Pouco Tempo e Dinheiro

Já o segmento Perdas Aparentes ajuda na gestão de fraudes e ajuda no compliance através de mecanismos de micro e macromedição. Há ainda os módulos Perdas Reais, para gerenciamento de redes e aferimento de vazamentos visíveis, não visíveis e pressão hídrica, e Controles Especiais, para suporte técnico e atendimento de demandas relacionadas a abastecimentos fora dos padrões habituais.

A implantação do software corporativo é rápida e segura, realizada nas empresas de saneamento pela equipe técnica da startup.

IoT

Com a inovação no DNA, a startup já estuda também a incorporação de dispositivos ao sistema AcquaLogic através da tecnologia Internet das Coisas (Internet of Things, em inglês, ou IoT). A missão está a cargo do executivo André Araújo, que soma mais de 20 anos de atuação no mercado de TI e se juntou recentemente à startup para a criação de dispositivos para micro e macromedição de água.

Leia Também:  Startup de Aluguel de Eletrônicos Oferece Retorno de 1,1% ao Mês

“A ideia é desenvolver pequenos devices sem chip e sem necessidade de energia elétrica. Eles serão alimentados por baterias de longa duração e enviarão os dados de medição através de rede pública e IoT com cobertura nas capitais e principais centros urbanos do País”, explica Araújo, Diretor Comercial da AcquaLogic.

O projeto prevê servidores na nuvem e servidores de usuário para gestão de informação, interface web e aplicativos mobile, entre outras novidades. “A chegada da IoT ao software e pacote de serviços AcquaLogic é um importante passo para a expansão da empresa e para a transformação digital no setor de saneamento”.

Reconhecimento

Antes do lançamento no Brasil, o software AcquaLogic foi apresentado nos Estados Unidos para um grupo de especialistas globais nos temas água, saneamento e inovação e a startup foi indicada ao Prêmio da Água e Saneamento promovido anualmente pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Fundação FEMSA por suas inovadoras e inteligentes práticas para o setor hídrico na América Latina e Caribe.

A AcquaLogic obteve ainda reconhecimento nacional no Prêmio de Inovação da Associação Brasileira de Empresas de Saneamento Básico, um dos principais eventos da área no Brasil.

Para saber mais sobre a solução AcquaLogic, já disponível no mercado nacional, acesse o site da empresa em www.acqualogic.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here