Considero a comunicação um desafio para a humanidade. Desde os primórdios buscamos por ela, de diferentes formas, para solucionar problemas, para evoluir como seres humanos e obter vantagens frente as mais diversas situações da nossa vida. A comunicação em startups é ainda mais crucial.

Não por acaso, a evolução tecnológica está totalmente baseada na comunicação; basta olhar para os negócios mais promissores dos últimos tempos para vermos que esse desafio tem movimentado grandes empresas e profissionais na tentativa de facilitar a vida das pessoas nessa tarefa árdua de se comunicar.

Dominando a Comunicação

Nosso sistema sensorial é dotado 5 sentidos, todos eles voltados à comunicação interpessoal. A perda de qualquer um deles causa grandes transtornos para se comunicar, se fazer entender e estabelecer uma relação de troca com as demais pessoas. Graças aos avanços tecnológicos vivemos dias prósperos para alcançar alternativas para superar essas dificuldades, proporcionando às pessoas uma melhor qualidade de vida, pensando nelas em primeiro lugar (claro!) e na convivência na sociedade.

Para você que tem todos os sentidos em perfeito funcionamento, já imaginou ficar sem a visão ou tato? Eu me expresso muito com gestos, ficar sem as mãos (tato) seria um problema para me comunicar, passar o que estou pensando e sentindo sem gesticular, como?

Mas, o fato é que no dia-a-dia não paramos para pensar muito nisso, são “ferramentas” comuns e muitas vezes não percebemos como estamos fazendo o uso delas. Da efetividade, clareza e como está sendo a interpretação das pessoas. É tão natural que nem pensamos.

Trazendo para o mundo dos negócios, os desafios se tornam ainda maiores, pois queremos convencer as pessoas que nossas ideais, produtos e/ou serviços são os melhores e mais indicados para atender às suas necessidades. Por muitos anos essa comunicação era de mão única, a empresa falava, o público dela ouvia; perda de aprendizado e interação possíveis, inerente ao ser humano e ausente nas relações empresa x consumidor.

Com o advento da internet, veio à tona o relacionamento e interação com o consumidor, desaprendido durante anos a fio, mas que agora se tornou uma habilidade necessária para qualquer empresa, independente do seu porte.

Missão, Visão e Pitch. A Comunicação em Startups

Das barreiras a serem enfrentadas pelos empreendedores, talvez essas três palavrinhas estejam no topo da lista (ou deveriam estar). Por mais comum que seja, pouquíssimas empresas tem sua missão, visão e um pitch escritos e incorporados na filosofia de trabalho da sua empresa ou projeto.

Para os que já têm, parem por alguns instantes para pensar no trabalho que deu definir e escrever com clareza e se já faz parte do seu dia-a-dia responder prontamente sobre essas definições.

Para todos aqueles que ainda não têm definidas, está ai um desafio para finalizar este ano e entrar para o rol de empreendedores que dominam os seus negócios de ponta a ponta.

Recentemente, participei de um encontro de CEO´s promovido pelo CEO Startups, com o propósito de compartilhar experiências. Entre os profissionais que compunham o painel, estava um investidor.

Pois bem, foi dada uma abertura para que alguém da platéia interagisse a respeito dos temas levantados, foram quase 10 minutos para que um participante apresentasse sua startup que já estava em estágio avançado de operação.

Foram distribuídos folders, os dois sócios falaram sobre o modelo de negócios e até anunciaram presença internacional do CEO em um evento importante do segmento, ficou claro que a empresa estava bem sólida e se estabelecendo no mercado de forma bastante segura.

Mas, nem a platéia (quase 100 pessoas), nem os profissionais do painel (06) entenderam do que se tratava o negócio ou campo de atuação daquela startup.

Até agora eu não sei quanto $ você precisa e o que você tem a oferecer se eu fosse seu investidor. Um pitch tem que ser muito objetivo.
Robert Dannenberg, Investidor Anjo (participante do painel)

Todos estão de acordo?

É comum em uma sociedade surgirem divergências, para muitos isso é essencial para o sucesso de um negócio, mas em determinadas situações ou setores há a necessidade de um alinhamento para que as decisões sejam tomadas levando em consideração o que foi previamente acordado.

Por isso, ter um discurso único, independente da sua área de atuação na empresa, é necessário para que a percepção das pessoas seja a esperada e que entendam como o seu negócio poderá auxiliá-las.

Uma empresa pode ser vista de diferentes formas, mesmo para os sócios, mas o discurso externo tem que ser o mesmo, independente da situação. Isso determinará o seu posicionamento no mercado e até otimizará os custos com publicidade.