Apesar das dificuldades econômicas pelas quais passa o país, o setor de franquias tem crescido de maneira consistente. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o número de unidades franqueadas aumentou 3,1% em 2016, em comparação com o ano anterior. O dado aponta que, cada vez mais, surgem novos negócios franqueados no Brasil.

Com esse aumento na quantidade de unidades franqueadas e os desafios de manter as vendas no contexto econômico de crise, mais proprietários têm buscado fazer o repasse de franquias, ou seja, a venda de suas empresas franqueadas.

O repasse de franquia é uma prática comum e, até mesmo, prevista nos contratos do setor, sendo uma opção tanto para quem deseja vender a empresa, quanto para quem busca comprar um negócio estabelecido.

De acordo com Felippe Ferreira, do meuBiZ, companhia especializada na compra e venda de empresas , a venda de franquias já montadas tem sido uma alternativa cada vez mais utilizada no mercado.

Segundo o consultor, os últimos anos foram marcados por um boom no mercado de franchising, fazendo surgir muitos novos empresários que têm apostado nesse modelo de negócio. No entanto, muitos desses empresários têm iniciado seus empreendimentos sem uma análise profunda do investimento, fazendo crescer a possibilidade de arrependimento futuro. Nesses casos, a facilidade de abrir uma franquia nem sempre será correspondida com o sucesso empresarial, fazendo com que mais e mais empresários busquem vender a empresa ou, em outras palavras, fazer o repasse da franquia.

Atualmente, fazer a venda de uma franquia em operação é relativamente simples, bastando ao empresário obter um comprador interessado e obter a aprovação do franqueador. Felippe ressalta que essa anuência é sempre necessária e está prevista na maioria dos contratos de franchising. “Na tentativa de fazer o repasse sem essa aprovação, o franqueador poderá suspender a operação do negócio e aplicar medidas como pagamento de multas”, complementa.

Portanto, com o crescimento cada vez maior na quantidade de unidades franqueadas, é necessário que o mercado de franchising se desenvolva e esteja preparado para o repasse de franquias . Essa modalidade de venda de empresas pode ser uma saída possível para evitar que esses negócios fechem as portas e prejudiquem franqueadores, franqueados e colaboradores do setor. Vale destacar que muitas dessas franquias de repasse possuem bons resultados financeiros, fazendo com que sejam uma boa opção para um novo empreendedor.

Website: http://meubiz.com.br

GestãoClick Gestão Empresarial

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here