Você deseja aumentar as conversões em seu site? Como muitos donos de negócios já sabem, um design profissional pode fazer toda a diferença. Neste artigo, vou compartilhar como uma Lei provada cientificamente pode aumentar sua taxa de conversão.

Muitas pessoas acreditam que ter um SEO bem feito, impulsionar nas mídias sociais, e criar conteúdo para o blog ja é suficiente para gerar vendas online. No entanto, um dos elementos base para que tudo isso faça sentido é a qualidade do Webdesign do seu site.

Tenha em mente que o webdesign não é apenas um “rosto bonito”: ele pode realmente otimizar ou quebrar suas taxas de conversão.

De acordo com pesquisas da Universidade de Stanford , 46,1% das pessoas dizem que o design de um site é o principal critério para decidir se uma empresa é de confiança ou não. Portanto, é extremamente importante você investir na criação de sites profissionais para ter um site que realmente envolva seu público.

Quando falamos sobre blog e artigos, a estética também desempenha um papel importante na otimização da taxa de conversão. Após 15 minutos consumindo seu conteúdo, dois terços das pessoas começam a se distrair e perder o foco, mas se você tiver um layout atraente, vai fazer com que elas continuem navegando. Então, se você quer que as pessoas leiam suas postagens no blog, elas precisam se parecer atraentes.

Após 15 minutos consumindo seu conteúdo, dois terços das pessoas começam a se distrair e perder o foco.

Mas isso não é tudo. Se o seu site não for atraente, as pessoas vão ter uma experiência ruim, e vão abandonar de vez o site. Então, independentemente se o design for o seu forte, você não pode dar ao luxo de ignorá-lo. Aprenda webdesign, contrate um freelancer ou uma empresa de criação de sites.

Para começar, aqui estão alguns princípios de design importantes que vão impulsionar imediatamente suas conversões:

O Que É e Como Seguir a Lei de Hick

A Lei de Hick é uma teoria popular que é citada por várias pessoas para diferentes propósitos, mas é freqüentemente referenciada em termos de web design. Nomeado após o psicólogo britânico William Edmund Hick falecer, a lei afirma que:

O tempo que um indivíduo leva para tomar uma decisão é diretamente proporcional às possíveis escolhas que ele tem. ~ William Edmund Hick

Em outras palavras, ao aumentar o número de escolhas, o tempo de decisão também é maior. No ambiente dígito-virtual podemos exemplificar essa situação em diversos momentos: ao clicar no botão ”próximo” ou “anterior” de uma galeria de fotos, ao clicar em “‘sim” ou “não” para efetuar uma transição bancária, ou em situações com muito mais opções, como deparar-se com 40, 50 produtos de uma vitrine de uma loja virtual.

E essas decisões são tomadas posteriormente em 3 passos:

  1. Identificar um problema ou objeto;
  2. Avaliar todas as opções disponíveis para analisar o problema ou cumprir o objetivo;
  3. Decidir por uma opção (Momento em que a Lei de Hick entra em ação).

Em termos de design web, você pode aumentar as conversões, limitando o número de opções que os usuários possuem. A primeira coisa que vem à mente quando se pensa em reduzir o número de opções em seu site é a barra de navegação. Obviamente, você não quer ter muitos links para escolher, caso contrário, o usuário perderá o interesse por eles.

Em outras palavras, não faça isso:

A Lei de Hick
Site com excesso de informação e opções de escolha.

No entanto, a Lei de Hick não pára por aí. Pense em todas as diferentes decisões importantes que os usuários devem fazer no seu site, além de apenas olhar o link de navegação para pressionar.

Aqui estão apenas algumas decisões importantes que os usuários tomam todos os dias:

  • Decidindo usar a barra de navegação ou rolar mais a página;
  • Paquerando as manchetes para ver qual artigo de blog vai ler;
  • Decidindo se deseja baixar o seu ímã digital, compartilhar sua postagem nas redes sociais ou deixar um comentário;
  • Escolhendo entre fazer uma compra, ler avaliações de produtos ou navegar por mais produtos.

Essas são apenas algumas das decisões que podem afetar diretamente o sucesso do negócio. É normal ficar um pouco confuso tentando descobrir por onde começar a reduzir essas decisões, no entanto, existe uma maneira simples de usar a Lei de Hick.

Tudo o que você precisa fazer é deixar a primeira dobra do seu site em tela cheia, com um design clean e uma única decisão disponível. Se o usuário quiser ver mais escolhas, terá que rolar mais pra baixo. Veja um exemplo:

Exemplo Uso Lei de Hick
Um exemplo de uso da Lei de Hick.

Isso permite que você minimize distrações em sua página inicial, mantendo as funcionalidades da sua home page intacta.

Em geral, ao aplicar a Lei Hick no seu site, é importante que você saiba quais ações são as mais importantes para seus objetivos. Por exemplo, você deseja que os usuários optem por seu ímã digital ou você deseja que eles coloquem um produto em seu carrinho de compras? Cada página em seu site deve atingir um objetivo principal.

Quanto mais você pode limitar as escolhas do seu usuário, mais fácil será o seu site e suas conversões irão disparar.

Conclusão

Felizmente, a psicologia junto com a ciência nos ajuda a criar sites mais atraentes e amigáveis.

Seguir a Lei de Hick descrita acima vai te ajudar a melhorar a taxa de conversão e reduzir a taxa de rejeição (bounce rate).

Pense em alguns dos sites mais populares e na forma como eles são desenvolvidos. Quantas opções você tem ao visitar o Google, o Facebook ou Youtube? Provavelmente você poderá clicar em poucas coisas. O aspecto mais importante da página é o tipo de ação desejada. Seja ela um formulário de cadastro, uma busca ou um botão de compra, tudo é feito com o objetivo de minimizar as alternativas.

Mesmo se um design é bonito, ele pode não ser útil. Elimine o ruído do seu site. Muitos links, fotos ou coleções? Faça uma limpeza rápida e remova aquilo que não é completamente necessário. Mantenha isso em mente quando projetar seu site.

O aspecto mais importante da página é o tipo de ação desejada. Seja ela um formulário de cadastro, uma busca ou um botão de compra, tudo é feito com o objetivo de minimizar as alternativas.

Além disso, não fique com medo de experimentar e utilizar diferentes elementos gráficos. Aprenda o que agrada sua audiência.

Utilize testes A/B em elementos únicos para determinar quais mudanças estão fazendo a diferença.

Agora que cabe a você colocar a Lei de Hick a favor do seu site e da sua empresa.


“Este é um post escrito por nosso convidado Caio Nogueira, co-fundador e desenvolvedor de sites WordPress na empresa UpSites Digital. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que sejam interativas e amigáveis, Caio também gosta de escrever no tempo livre e tocar violão.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here