Em fevereiro de 2006, antes do carnaval, conversei com um colega de trabalho pelo telefone e como de costume, perguntei como ele estava e se os negócios estavam prosperando. Ele me respondeu com palavras conhecidas por todos nós, talvez você já tenha ouvido em algum lugar ou até mesmo falado.

“- Você sabe como é que é, o Brasil só começa a funcionar depois do Carnaval.”

Na mesma hora eu refleti como as pessoas esperam o dia de amanhã para se movimentar, fazer acontecer, ser melhor, se superar ou fazer a sua parte. Às vezes até parece que vai cair do céu, que alguém ficará com dó e nos ajudará.

Enquanto esse meu colega pensava no pós-carnaval, em janeiro e fevereiro de 2007 eu aproveitei para prospectar novos clientes e por incrível que pareça, foram os meses que mais consegui contatar empresas para apresentar meus serviços. Consegui plantar sementes para colher frutos depois do Carnaval. Enquanto ele reclamava e esperava, eu plantava. No momento que eu comecei a colher os frutos, ele estava plantando.

Muitos reclamam que é ano de eleição, ano da Copa, entre outras desculpas que todos nós conhecemos. É muito fácil colocar a responsabilidade pelo nosso sucesso profissional e nossa felicidade na mão do outro e extremamente difícil e infeliz delegar essa nossa responsabilidade, pois sem perceber o sucesso, nos tornamos passivos às circunstâncias e as vontades do próximo.

Acredito que o verdadeiro sucesso está presente dentro de cada um de nós, entretanto, precisamos assumir uma posição próativa e desfrutar de todas as oportunidades de aprendizado.

Assuma uma posição próativa para conseguir ser extraordinário. Estimule a sua capacidade de aprendizado respondendo a seguinte pergunta “O que eu posso aprender com isso?”. Tenho certeza que você conseguirá ser o escritor do seu livro, o arquiteto da sua carreira, o agricultor das suas plantações, o jornalista das suas notícias, e sem sombra de dúvidas, o cantor da sua própria música, com o seu verdadeiro estilo e brilho.

Não podemos esperar acontecer, temos que fazer acontecer. O tempo passa, o tempo voa, e nós podemos escolher entre ver o tempo passar ou voar no tempo para onde quisermos ir.

Você sabe qual o momento para ser extraordinário?

Obviamente que é hoje!

O que você está esperando?

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGestão de Pessoas e A Avaliação de Desempenho com Foco nas Competências
Próximo artigoDireto ao Ponto – Os Erros do Marketing Direto
Carlos Cruz
Carlos Cruz é fundador e diretor do Instituto Brasileiro de Vendas (IBVendas), primeira instituição no país a dedicar-se à formação de profissionais de vendas e que preenche a lacuna deixada pela inexistência de universidades destinadas exclusivamente à carreira de vendedor. O especialista possui formação específica em Gestão de Planejamento Financeiro, Administração de Empresas, MBA em Gestão Empresarial pela FIA, formação em Dinâmica dos Grupos pela SBDG (Sociedade Brasileira de Dinâmica dos Grupos), certificação internacional em Coaching pelo ICI - Integrated Coach Institute e pela Lambent do Brasil, sendo membro da International Coaching Community. É Master Practitioner em Programação Neurolinguística e estudou a Hipnose aplicada na Comunicação Corporativa com Sttephen Paul Adler do Instituto Milton Erickson de New York. Participou do Executive Development Programs com foco em Liderança e Mudança na Business School São Paulo for International Management e do Grupo Dirigido de Psicodinâmica Aplicada a Negócios.