A palavra “empreendedor” é muito ampla e muitas vezes se torna um tanto quanto subjetiva. Acredito que existam diferentes estereótipos de empreendedores. Abaixo você vai encontrar uma pequena lista com diferentes “tipos” que você poderá encontrar por aí, até mesmo na esquina da sua casa. Você se acha um empreendedor? Veja a lista abaixo e descubra qual deles você é.

O Empreendedor Gerente

Este é o tipo de pessoa que ingressa em uma startup depois dela ter recebido um grande aporte de capital e que já passaram da fase inicial de alto risco. Essas pessoas se autodenominam de empreendedores, simplesmente porque estão perto de outros empreendedores e por estarem trabalhando em startups, o que é até mais glamouroso. Esses “empreendedores” estão mais para gerentes e com certeza, eles devem ser muito bons na arte de gerenciar uma empresa.

O Empreendedor Fracassado

Este é o cara que fracassa em tudo o que faz e freqüentemente, reclama de tudo e de todos por isso. Quando assume um projeto é muito ambicioso e por isso mesmo está destinado a fracassar antes mesmo de começar. Ele nunca desiste, embora às vezes a gente desejasse que ele o fizesse. Acho que você não gostaria de estar no lugar dele, não é?

O Empreendedor no Papel

Algumas pessoas só querem viver a vida e atuar no papel. Esses caras promovem o empreendedorismo, tem muitas idéias sobre o empreendedorismo, mas realmente não fazem nada. Talvez uma consultoria ou outra, quem sabe.

O Empreendedor Fluxo de Caixa

Não pensa em outra coisa a não ser em dinheiro. De um modo geral, isso é bom, mas alguns empreendedores exageram na dose. Empreendedorismo é sobre realizações, mas também sobre inovação, inspirar sua equipe, pensar à frente e construir algo do zero. Passar o dia com uma calculadora na mão, apenas contando seu dinheiro, pode fazê-lo se sentir produtivo, mas realmente isso é ser um empreendedor?

O Empreendedor Aspirante

De vez em quando encontramos funcionários de uma grande empresa que se dizem empreendedores. A vida inteira trabalharam em grandes empresas e continuarão a trabalhar nessas empresas até sua aposentadoria. Dizem que seu “espírito empreendedor” está esperando para sair. Tudo o que precisam é de uma ótima idéia, um capital para se manter por um ou dois anos e a garantia de que o dinheiro virá em pouco tempo. Infelizmente esse não é o que podemos dizer de um “comportamento empreendedor” e por isso mesmo, é bem provável que continuem a trabalhar em uma grande empresa que lhes dê segurança pra vida toda. Tornar-se um empreendedor é uma profissão como outra qualquer, mas com muito mais riscos. O empreendedor aspirante provavelmente não será nada além de aspirante.

O Empreendedor das Manchetes

Alguns empreendedores vivem pra fama. Pulam de uma revista pra outra e estão mais preocupados em sair nas primeiras páginas do que em fazer negócios. Sua empresa está indo bem, tem muitos clientes, faz muito dinheiro e seus investidores estão felizes. Eles são ótimos em criar notícias para suas mães.

O Empreendedor Mundo Melhor

Essa pessoa não está no empreendedorismo por dinheiro, mas para fazer do mundo um lugar melhor para se viver. Com certeza isso é uma “meta” incrível, mas é contrária a ser um bom empreendedor. Não me interpretem mal, mas ser um empreendedor de sucesso não significa que você tem que ser “a solução” para os problemas do mundo. Em primeiro lugar você tem que se focar em sua empresa para fazê-la crescer e ser bem sucedida, depois você usa o seu sucesso para fazer do mundo um lugar melhor. Não o contrário.

Conclusão

Você se reconhece em um desses estereótipos? Não completamente não é. Pois eu também não. Mesmo assim, não somos perfeitos e existe um pouco de cada um desses “tipos” dentro de nós. De vez em quando é bom nos vermos à distância para evitarmos de nos tornar um “Empreendedor Fluxo de Caixa” ou um “O Empreendedor das Manchetes”.

Ser empreendedor é uma coisa muito subjetiva. Tente equilibrar sua vida e fique longe dos extremos. Um dia podemos ser mais gestores, em outros motivadores e em outros podemos querer voltar a trabalhar em uma grande empresa. Não desista! Ser um empreendedor significa adotar diferentes “estereótipos” em diferentes momentos de nossas vidas. E é isso o que faz com que o empreendedorismo seja uma profissão tão desafiadora.

Via: TNW

  • Muito bom. Estava com uma aba aberta do artigo original para ler, mas em português facilitou muito, rsrs. O importante é evitar os estereótipos e bucas o quilíbrio natural.

  • Obrigado Marcos!

    Que bom que gostou :-) Na verdade eu não faço uma tradução literal, na maioria das vezes temos que interpretar o texto e adaptá-lo. Fiz várias adaptações no texto original. Em outros casos, apenas me inspiro nesses textos para escrever outros.

    Continue nos visitando ;-)

    Abraços,

  • Sou empreendedor POLISHOP e nessa lista me encaixo no Empreendedor Mundo Melhor !