É provável que a mais importante lição, dentre as várias que temos a aprender acerca de Marketing Pessoal, resida no momento mágico quando somos apresentados a outras pessoas. É num encontro fortuito, ou evento associativo, ou mesmo algum tipo de curso ou palestra, que essas oportunidades acontecem.

Seja via terceiro (nos apresentando), ou mesmo na auto-apresentação, sempre é bom lembrarmos o antigo chavão: a primeira impressão é a que fica. Daí que, é muito importante nestes tempos aguerridos (que não voltam atrás) estarmos sempre, todos os dias e em todos os lugares, preparados para sermos apresentados ou nos apresentarmos a outros. E daí o cartão de visita é essencial.

Tenha sempre cartões em estoque suficiente para você trocar com outras pessoas e assim fortalecer sua imagem e fazer crescer seu network.

Outro dia estava ouvindo que um desses gurus de carreira recomendava seus pupilos a cortar o cabelo semanalmente, estar sempre muito bem vestido com roupas de grife, e portar no bolso (ou ter na bolsa) uma caneta Montblanc. Pura bobagem, esse exagero todo. O que vale é o óbvio: você estar preparado para conhecer gente nova e ser conhecido por eles. E aí, esperamos que se use o bom senso. E tenha cartões de visita sempre à mão.

Algumas pessoas carregam consigo algumas marcas inesquecíveis. Tenho um amigo que em eventos de almoço saca de sua carteira aquelas correntinhas de dentista com os jacarés nas pontas. E utiliza para prender o guardanapo em frente ao peito. Sem nenhum constrangimento. Ele confessa que é estabanado e já perdeu lindas e caras gravatas.

Outro dia, num desses almoços com muita gente, e com o som estridente, nosso companheiro de mesa pediu licença e colocou nos ouvidos aquelas borrachas de proteção de cor laranja. Dizia que já vinha preparado, pois o alto falante sempre está acima dos decibéis recomendados. Cada um de nós com suas manias, desde que não coloque as borrachinhas após usar por sobre a mesa.

Mas voltando à impressão, o que está em jogo é o contato inicial. De preferência busque fazer o link de alguma forma, agregando assim informações adicionais acerca da pessoa recém conhecida. Nesse mesmo almoço, sentei-me ao lado de um ex-ministro. De imediato (não tinha ninguém para nos apresentar), perguntei se ele não seria pessoa de atuação pública. O diálogo prontamente se estabeleceu e pudemos trocar impressões e pontos em comum – seja de crença, valores, ideais e até mesmo de interesses banais, compartilhado por parentes. A um outro indaguei sobre as atividades acadêmicas, pois havia se apresentado como professor. Logo estabelecemos pontos em comum.

Ao retornar ao escritório, procuro atualizar de imediato o meu Outlook. E para fortalecer ainda mais a memória, coloco o evento ou o almoço como assunto do email, e provoco um pouco mais de diálogo – pelo menos tento. Forneço mais umas duas informações relevantes e faço, em contra partida, mais umas perguntas pertinentes.

Dessa forma, estou mantendo o meu network pessoal ativo e vivo. Essa medida é que possibilita à nossa carreira estar numa órbita alta de visibilidades e oportunidades. É uma maneira de ter o seu marketing pessoal como seu aliado. Sempre.

GestãoClick Gestão Empresarial