A sua marca é seu patrimônio. Mas, com ressalvas, obviamente. Não podemos usar a marca Coca-Cola, Nike, Adidas, Pepsi, Google, dentre outras como se fossem nossa propriedade, e nada fosse acontecer conosco, não é mesmo?

Certamente você não faria isso. Você sabe que essas marcas pertencem a terceiros, e por isso não tem nenhum direito de utilizá-las.

Mas, muitas vezes, empresas em diferentes lugares do mundo acabam optando por um nome e/ou marca que já está sendo utilizada por outras empresas.

Isso não é feito de maneira proposital, como uma forma de concorrência desleal. Muito pelo contrário. Isso acontece, muitas vezes porque o processo de criação de marcas segue as preferências dos empresários, ou dos donos de empresas.

Eles acabam se apegando a um nome, e sem nenhum teste, sem nenhum aviso, muito menos uma pesquisa aprofundada, e com isso, acabam muitas vezes criando uma marca que está em conflito com outra.

Leia Também:  7 Dicas Para Criar Uma Marca Forte Para O Seu Negócio

No Brasil existem centenas de casos assim. Uma empresa cria uma marca, que acaba criando um conflito com outra empresa, muitas vezes do mesmo mercado e/ou segmento.

Imagine, você descobrir hoje, que existe uma empresa com o mesmo nome (ou com um nome muito parecido) com o da sua empresa, e ainda mais, saber que essa empresa atua no mesmo mercado que você?

As consequências são evidentes: como saber que seus clientes estão buscando a empresa certa. Ou então, como saber que seus clientes vieram até você procurando pela empresa certa?

É uma situação complicada. E o fato de uma marca não estar no mesmo mercado que outra, não torna as coisas mais fáceis.

Ainda assim, estamos falando de marcas iguais, ou similares, mesmo o mercado sendo diferente, mesmo não havendo concorrência direta, ainda existe um conflito.

O que fazer quando encontramos uma marca igual pelo caminho?

O Que Fazer Quando Encontramos Uma Marca Igual

A pergunta que não quer calar é: o que fazer quando encontramos uma marca igual (ou similar) pelo caminho?

Mas, antes de respondermos essa pergunta, vamos dar um passo atrás, e lembrar que, muitas vezes, quando as empresas criam suas marcas, elas não as registram, muito menos consultam a disponibilidade de registro no INPI.

Assim, a sua empresa hoje, pode ter uma mesma marca que outra empresa – que pode ser mais jovem ou mais velha que a sua – e nunca ficar sabendo disso, porque nenhum dos 2 nunca consultou a disponibilidade de registro, muito menos registrou a marca.

Podemos dizer que uma marca sem registro é uma marca sem dono. Afinal, milhares de pessoas podem estar usando a mesma marca que você, sem registro, e não há controle sobre isso.

Trocando em miúdos: a sua marca acaba sendo uma indigente nesse mundo, e você só pode fazer 1 coisa para resolver isso: registrá-la.

Ao registrar a sua marca, ela se transforma em um patrimônio, e em um bem imaterial da sua empresa. Sendo assim, como tal ela passa a ter direitos.

Dito isso, se você encontra uma marca como a sua, 2 coisas podem acontecer:

1. Encontrei uma marca igual a minha e nenhuma está registrada

Talvez esse seja o caminho menos doloroso. Se você encontrou uma marca como a sua, com o mesmo nome, ou alguma similaridade, e você não tem o registro de marcas, o primeiro passo é consultar a disponibilidade de registro.

Dessa maneira, você já sabe se a marca que está em conflito com você é registrada, ou até mesmo se existe uma terceira marca registrada em seu caminho.

Se a consulta for negativa – ou seja – se a marca estiver disponível para registro, você encontrou uma saída. Tudo que deve fazer é submetê-la ao registro de marca.

Feito isso, você pode notificar as marcas similares que estão reproduzindo uma marca registrada sem autorização. Tudo que eles têm a fazer é respeitar essa notificação.

2. Encontrei uma marca registrada

Agora, quando uma marca está registrada – e ela não é a sua, infelizmente você não tem muita alternativa, a não ser pensar em uma nova marca – dessa vez com um processo de naming adequado, e principalmente, registrada após a sua concepção.

Com isso, você evita ter que passar pelo problema mais de 1 vez, e garante que está criando uma marca que é propriedade de sua empresa.

Leia Também:  21 Dúvidas Frequentes Sobre O Registro de Marcas

Nós esperamos que essa situação nunca aconteça com a sua empresa, porque é um processo que pode trazer consequências comerciais: afinal, muitos de seus clientes já conhecem você pelo seu nome.

Trocar de marca, muitas vezes é ter que começar o mercado do zero. E sabemos bem as dificuldades inseridas nesse cenário.

Proteja sua marca: faça o registro de marcas junto ao INPI

Agora que você já sabe como proceder se encontrar alguma marca similar à sua, fica ainda o nosso apelo: consulte a disponibilidade de registro de sua marca, independente de você ter encontrado uma marca similar.

A prevenção é a melhor maneira de prevenir a sua empresa de danos futuros, e a melhor alternativa para assegurar e garantir que o seu patrimônio permanecerá intacto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here