De tempos em tempos algo surpreendente surge na internet e leva o mercado a reavaliar suas práticas. O mais recente fenômeno é o Pokémon GO, aplicativo para smartphone com realidade aumentada, com utilização conceitual de flashmob. Curioso observar que o tema, a tecnologia, device e ação conceitual são antigos; Pokémon é um desenho animado transmitido aqui no Brasil no final da década de 1990.

Não sabe do que estamos falando, veja aqui.

Mas, duas perguntas não saem da cabeça da galera de comunicação, publicidade, marketing e gamers:

Por que tanto sucesso?

Até onde será possível explorar esta ação/produto/funcionalidades para outras oportunidades?

As respostas ainda não estão muito claras, mas o fato já está fazendo muitas empresas e profissionais repensarem suas ideias e como elas impactam as pessoas. Faz tempo que se fala nas PESSOAS como centro das atenções, porém ainda há muita resistência em atender essa realidade.

E quando falamos em pessoas, desenho animado da década de 1990 e internet, nos referimos à geração Millennials, nascidos na virada do século, enxergam na tecnologia a base de suas vidas e soluções para os principais desafios do dia a dia e se identificam com a nostalgia das décadas anteriores à sua existência. Leia mais sobre os Millennials aqui.

Pokemon Go – Real e Virtual Juntos!

Talvez esteja aqui a resposta para a primeira pergunta. O sucesso é proporcional à genialidade de unir de forma tão orgânica essas duas faces da vida cotidiana. Certo que percebemos uma boa dose de empolgação das pessoas e desejo de participação, que também justificam o engajamento com o aplicativo.

A inovação ainda é vista apenas como algo novo, sendo um ledo engano daqueles que atribuem essa qualificação. Inovar é criar o novo, seja a partir de algo inédito, ou novo uso para algo antigo (base do Pokémon GO). Neste exemplo, não existe NADA novo, somente como os elementos foram utilizados e combinados entre si, criando assim um produto inovador.

Assim, até onde se pode chegar com esta ação? Não há limites para a imaginação, e parece que tão pouco para a criatividade e tecnologia.

O Que Você Pode Aprender Com Pokémon Go

Comerciantes já descobriram e lançaram ações paralelas, combinadas com o Pokémon GO, para atrair “treinadores Pokémon” para os seus estabelecimentos. Como exemplo de empresas gringas, a Viva Real – Empreendimentos Imobiliários lançou na semana passada uma atualização do seu aplicativo para que nos mapas de localização dos imóveis anunciados seja possível filtrar e encontrar também pontos de interesse do jogo, como Pokéstops e ginásios.

Ainda não há respostas definitivas sobre os próximos passos deste fenômeno, muito menos se sobreviverá tempo suficiente para se tornar referência positiva para o mercado. O que vale é acompanhar para tirar aprendizados, principalmente, no que diz respeito ao planejamento do que foi lançado, porque está ai o diferencial e sucesso alcançado até aqui.

CredMiner

E você, já encontrou o seu Pokémon por ai?

Imagem: Stoyan Yotov / Shutterstock.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here