Diversas empresas tradicionais foram abaladas nos últimos anos por conta de um novo modelo que está surgindo. A Economia Compartilhada chegou para ficar, e o mundo dos negócios está se adaptando para conseguir sobreviver a essas iniciativas.

Ao redor do mundo, empresas que adotaram a Economia Compartilhada já se tornaram muito populares, como a Netflix, Airbnb e Uber. O sucesso não é à toa, elas entenderam que estamos na era do compartilhamento, experiência e tecnologia.

Aqui no Brasil também temos grandes exemplos e referências de empresas de economia compartilhada que estão movimentando o mercado. Confira abaixo algumas das principais para conhecer e talvez até mesmo se inspirar.

O que é Economia Compartilhada?

A economia compartilhada é um movimento que está indo contra a ideia de consumo desenfreado. Como o próprio nome diz, a proposta é compartilhar produtos e serviços, sem focar tanto no lucro em si. É uma nova maneira de comercializar e consumir, onde o consumidor não adquire a posse dos bens, mas sim o seu acesso. A tendência chegou com o objetivo de economizar, aproveitar a conexão em massa e frear o uso de recursos naturais.

No Brasil, esse modelo de consumo colaborativo já é contemplado por quase 80% da população. Pesquisa realizada pela SPC Brasil e CNDL em todas as capitais do Brasil revelou que, para 79% dos entrevistados, o compartilhamento de bens torna a vida mais fácil e funcional. Além disso, 68% se imaginam participando do consumo colaborativo nos próximos dois anos.

Conheça abaixo 5 empresas que estão revolucionando o mercado brasileiro com o modelo de economia compartilhada:

1. Abertura Simples

Essa plataforma faz a conexão entre contadores de mais de 300 cidades de todo Brasil e empreendedores que desejam iniciar suas empresas. Para isso, disponibiliza um marketplace de escritórios de contabilidade para que o empreendedor possa encontrar o mais próximo.

Basta informar o tipo de empresa que pretende começar, enviar os documentos pela internet ou pelos correios, e o contador cuidará dos procedimentos para que o empreendedor tenha um CNPJ em mãos sem precisar sair de casa.

2. DogHero

Para os amantes de animais, a DogHero é uma verdadeira super heroína! Essa plataforma faz a conexão entre cuidadores e donos de bichinhos. Quando a pessoa vai viajar, mas não quer deixar o seu animal sozinho e também não quer largá-lo em um hotel, ela pode deixar na casa de um dos cuidadores, que são devidamente qualificados e classificados por meio de um sistema de pontuação.

Leia Também:  Startup Aplica Economia Compartilhada e Facilita O Dia a Dia de PMEs Com Aluguel de Notebooks

3. Turbi

Com a proposta de oferecer aluguel de carros, a Turbi trabalha com diversos veículos, com a proposta de “praticidade de um carro sem ter que comprar um”. Os valores variam de R$ 10 a R$ 35 a hora, dependendo do modelo. A empresa recebeu um investimento de R$ 4 milhões em 2019, sendo metade de um fundo de investimento, e pretende estudar a parceria com mais duas montadoras.

4. Yellow

Uma das empresas brasileiras de economia compartilhada que vale conhecer é a Yellow. Fundada em 2018 pelos donos da 99Táxis, a startup disponibilizou mais de 20 mil bicicletas pelas ruas da cidade de São Paulo e agora expandindo seu mercado para outras 13 capitais do país. Hoje, a empresa já disponibiliza o aluguel até mesmo de patinetes, scooters e bicicletas elétrica.

A maior vantagem é que quando o usuário termina sua viagem, não precisa deixar a bicicleta em um estacionamento. Bastando apenas travar o cadeado e deixá-la pronta para o próximo usuário. Todo esse processo, de aluguel a término da viagem, são cadastrados e monitorados pelo aplicativo.

CredMiner

5. Enjoei

Já o Enjoei é um marketplace que faz a ponte entre pessoas que querem desapegar de algum item (roupas, acessórios, eletrodomésticos e muito mais) e pessoas que querem adquirir esse produto. Existem diversas opções para quem quer vender ou comprar, sem nem precisar sair de casa. Os usuários são avaliados uns pelos outros, para assim adquirir mais confiança nos serviços e transações.

Conclusão

O futuro, ou talvez o presente, do mundo dos negócios está na Economia Compartilhada. Você já conhecia essas empresas? Lembra de alguma que vale a pena entrar nessa lista? Comente abaixo e participe desse novo mundo empreendedor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here