7O Canadá é um dos principais destinos de empreendedores que desejam romper as fronteiras brasileiras em busca de fortalecimento da marca, conquista de novos mercados consumidores, facilidade de operação, legislação tributária descomplicada e incentivo ao crescimento.

Além de figurar entre os 10 melhores países para negócios da Forbes, a proximidade e semelhança com o mercado americano tornam a Terra do Maple ainda mais favorável aos empresários brasileiros.

Contudo, se você planeja migrar suas atividades para o Canadá, saiba que uma etapa essencial para seu sucesso é a adaptação do seu projeto de negócio.

Confira este guia e aprenda a ajustar seu projeto de negócio especialmente para seu programa de internacionalização rumo ao Canadá.

Divisão da Análise do Mercado Canadense

Planejamento e Analise

Partindo do pressuposto de que você já tenha um planejamento bem definido para a sua empresa no Brasil, dividimos este guia em seus quatro principais aspectos:

  1. Análise de Mercado
  2. Plano de Marketing
  3. Plano Operacional
  4. Plano Financeiro

Dessa forma, você poderá enxergar com perfeição o que será necessário fazer, para adequar seu plano de negócio de acordo com a realidade do mercado canadense.

1. Análise de Mercado

A Análise de Mercado, crucial para estabelecer suas estratégias de abordagem ao mercado canadense e conexão com seu público, é onde boa parte da mudança ocorre.

Independente de sua área de atuação, saiba que a chance de encontrar concorrentes preparados e consumidores exigentes é bem maior.

Leia Também:  Brasileiros Criam Startup para Preparar Profissionais ao Mercado de Trabalho na Irlanda

Embora esse cenário possa ser gerado por diversos fatores, inclusive diferenças culturais, podemos resumi-lo ao ambiente de competitividade oferecido por cada país.

Enquanto no Brasil poucos conseguem ultrapassar barreiras burocráticas e a alta tributação, o Canadá estimula a ampla oferta de soluções com legislação descomplicada e a facilidade de empreender.

Com a possibilidade de escolher entre diversos produtos e serviços, o público canadense volta suas atenções principalmente àqueles fornecedores que conseguem resolver seus problemas de forma objetiva, eficiente e vantajosa.

Por isso, não poupe esforços na hora de preparar estudos estatísticos sobre a presença de concorrentes, hábitos de consumo e preferências do seu público no mercado canadense. Uma ótima ideia para facilitar o seu trabalho e melhorar as suas chances é contratar especialistas no mercado local.

Com uma Análise de Mercado bem ajustada, você terá tudo o que precisa para projetar a sua política comercial, o que nos leva ao próximo tópico.

2. Plano de Marketing Para O Mercado Canadense (comercial)

Depois de concluir o estudo sobre o mercado-alvo do seu projeto de expansão internacional, você precisará converter sua estratégia de vendas.

Com tantas opções disponíveis, por que um consumidor canadense iria escolher a sua solução? É uma resposta difícil de obter, mas não impossível.

Primeiro, é necessário ter em mente que o seu novo público enxerga empresas e soluções de uma forma totalmente distinta.

Ao passo em que o mercado brasileiro é altamente baseado em reputação e qualidade de soluções, no Canadá essas características são apenas um ponto inicial.

O que realmente influencia a decisão de compra no Grande Norte Branco é o entendimento profundo da realidade e das necessidades de cada cliente. Dessa maneira, você deve se concentrar não só na qualidade dos produtos e serviços, mas em como você pode atender cada cliente em um alto nível de personalização e flexibilidade.

No Canadá, você deve se concentrar não só na qualidade dos produtos e serviços, mas em como você pode atender cada cliente em um alto nível de personalização e flexibilidade.

Seguindo essa linha, o seu objetivo é localizar e otimizar todas as frentes de interação com o seu público: seja na marca, no conteúdo, na plataforma ou em qualquer outro canal.

Acha radical demais mudar a identidade do seu negócio de acordo com o local de atuação? Bem, então você precisa conferir a estratégia da marca multinacional de sorvetes Kibon, que usa mais de 20 nomes diferentes pelo mundo — no Canadá, por sinal, você irá encontrá-la como Good Humor.

Kibon pelo Mundo
Variações de nomes da Heart Brand, Kibon no Brasil, pelo mundo. Imagem: Publicitários Criativos.

3. Plano Operacional

Se algumas adaptações podem levar tempo e demandar investimentos, outras são tão agradáveis quanto uma caminhada pelo High Park durante a primavera de Toronto.

Problemas com estradas esburacadas em sua logística e dificuldades para encontrar talentos para compor sua equipe não serão suas preocupações em seu processo de expansão para o Canadá.

Além disso, operar uma empresa em território canadense significa poder se dedicar ao que de fato importa: fazer negócios. O tempo e os recursos investidos em conformidade contábil e manutenção de licenças é muito menor, o que significa uma diferença extremamente positiva em relação à realidade brasileira.

Leia Também:  Como Adaptar um Projeto de Negócio Brasileiro para o Mercado Canadense

Na hora de trabalhar nos ajustes do Plano de Operação, ainda melhor do que contar com equipes eficientes, menos esforços logísticos e processos descomplicados, você também pode se beneficiar de uma base de fornecedores preparada para atendê-lo.

No mercado canadense, como você pode ver, adaptar o seu projeto de negócio não diz respeito apenas aos desafios de oferecer mais vantagens do que sua concorrência local, mas também em saber aproveitar os benefícios que estarão à sua disposição. Ignorar esse privilégio seria como nadar em uma piscina olímpica com uma bola de ferro amarrada ao seu pé.

4. Plano Financeiro

Por último, mas definitivamente não menos importante, você deve moldar seu planejamento financeiro de acordo com as condições e expectativas do novo projeto no mercado canadense.

Neste aspecto, a lógica Brasil-Canadá é completamente assimétrica. Sim, é verdade que você terá que se preocupar com custos que você não teria em circunstâncias comuns no Brasil, mas o contrário também é verdadeiro.

A primeira grande diferença está nos encargos trabalhistas. Enquanto no Brasil, além da dificuldade de encontrar talentos e formar equipes, você arca com um índice médio de 76% de reflexos laborais sobre a remuneração de um funcionário. No Canadá, esse custo é de apenas 7,4%. Ao colocar esses dados em uma análise tributária completa, você perceberá que essa tendência se mantém.

Enquanto no Brasil você arca com um índice médio de 76% de reflexos laborais sobre a remuneração de um funcionário, no Canadá, esse custo é de apenas 7,4%.

Partindo da perspectiva do mercado canadense, existem alguns custos que você talvez não tenha em seu negócio no Brasil, como os seguros obrigatórios. No entanto, contar com uma proteção extra contra riscos imponderáveis em sua nova empreitada pode ser encarado como algo muito positivo também.

É verdade, sua matriz de custos varia bastante de acordo com seu segmento de mercado, especialmente se você depende de insumos acessíveis em maior ou menor escala na comparação entre os dois países.

Leia Também:  Empreendedorismo Não É Aventura E Você Deve Estar Preparado

De qualquer forma, lembre-se de programar recursos suficientes para que a inauguração da sua empresa no Canadá seja bem vista por seu público-alvo no mercado canadense. As mudanças em sua política comercial provavelmente causarão impactos que não devem ser ignorados.

Conclusão

É verdade, não existe fórmula mágica para transformar sua empresa em um negócio no mercado canadense. O sucesso do seu projeto de expansão depende muito de uma análise detalhada e de ajustes precisos.

Pensando nisso, a Lucalex preparou um roteiro completo para empreendedores que desejam mudar um negócio para o Canadá, assim como você. Além disso, a empresa também presta toda a consultoria necessária para alavancar o processo de integração.

Mãos à obra!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here