O ano de 2018 foi marcado por grandes movimentações, tanto âmbito político, como também econômico. Empreender com uma pequena empresa foi uma oportunidade para determinado público e a fuga do desemprego que assolou boa parte da população.

Para ativar o crescimento da sua pequena empresa (as PMEs) reunimos algumas dicas a partir das novas tendências em negócios, como as startups, e as lições que podemos tirar do modelo que inspirou empresários de todo o mundo.

Contamos com a participação do consultor empresarial, Adriano Nodari. Confira a seguir.

Use os dados a favor da sua empresa

Dados é a palavra da vez quando falamos de oportunidade de crescimento em 2019. Transformar dados em informações capazes de melhorar a experiência do cliente e auxiliar nas tomadas de decisões já são medidas tomadas por grandes empresas.

Leia Também:  Como Melhorar O Relacionamento Com O Cliente à Partir de Dados Estruturados

Graças às facilidades obtidas no ambiente digital, reunir esses dados não é uma tarefa difícil. Eles estão acessíveis a partir do momento em que há troca de experiência com o cliente.

O consultor empresarial, Nodari, fala sobre a importância de manter uma comunicação personalizada com o consumidor, além de usar a base de dados de forma estratégica durante as campanhas de marketing, por exemplo.

“A excelente experiência é proporcionada a partir do momento em que a empresa conhece particularmente a necessidade de cada cliente. Devemos lembrar de que a segmentação é a palavra que vai dominar a cada dia mais o modo de gerir campanhas e engajar o público”, recomenda.

Equilíbrio Financeiro É Fundamental para Pequenas Empresas

Essa não é a parte mais simples de gerir um negócio, se é que existe o aspecto simples, sabemos disso. Porém, equilibrar as finanças é de suma importância para o crescimento de uma pequena empresa em 2019. Aproveite o início do ano e faça alguns balanços necessários.

Leia Também:  7 Dicas Fundamentais Para Melhorar o Fluxo de Caixa

Estabeleça, por exemplo, quais são as receitas, despesas e pagamentos. O fluxo de caixa é o que chamamos de “lição de casa” do empresário. Use-o como base nas tomadas de decisões relacionadas às atividades financeiras da empresa.

Se você possui dificuldade no controle do fluxo de caixa, nesse post apresentamos algumas dicas primordiais para facilitar o seu dia a dia. Neste outro artigo indicamos uma série de ferramentas que ajudarão no gerenciamento de sua pequena empresa.

O consultor ressalta que embora o empresário assuma uma posição multitarefa, principalmente na gestão de pequenos negócios, muitas vezes é necessário solicitar ajuda terceirizada.

“Não espere por grandes embaraços nas finanças. A partir do momento em que notar sua dificuldade em equilibrar o fluxo de caixa ou estagnação no caixa da empresa, peça auxílio de uma equipe especializada em consultoria, seja empresarial ou contábil”, orienta.

Pequeno Empreendedor. Transforme Concorrentes em Parceiros

As startups trouxeram a ideia de integração e o termo disruptivo. Guarde bem essas duas palavras, pois sem dúvida dominarão o modo de fazer negócios daqui em diante. A quebra de padrões e modelos estabelecidos é um dos objetivos dessa proposta.

Com a disrupção, manter a concorrência perde o sentido. A ideia é que serviços possam ser integrados, levando em conta o ambiente, diversidade entre os públicos e a tecnologia que cada empresa possui.

Leia Também:  Concorrência: Como A Vencer Tornando Uma Grande Aliada da Sua Empresa

Vale lembrar que disrupção não é somente “novidade tecnológica” esse termo tem o seu valor social agregado, um exemplo simples é a acessibilidade, além dos serviços focados na experiência do cliente.

“Esse será um grande desafio para empresários mais conservadores. A tecnologia trouxe uma ideia que motiva e ao mesmo tempo espanta: tudo pode ser melhor. A partir disso, a concorrência não é mais o foco. Empresas indicam inclusive, clientes, trocam experiências e trabalham em parceria”, acrescenta Nodari.

Conheça a fundo os seus clientes: relacionamento é tudo!

De acordo com o consultor empresarial, o relacionamento com o cliente deve ser uma prioridade para todo empresário. “Além de recolher informações a respeito do cliente, seus gostos, hábitos, idade, é essencial atuar com personalização, identidade, mirando diferentes públicos que pertencem a um mesmo nicho”, ressalta.

Para seguir o exemplo mencionado por Nodari, podemos citar a Nike. A empresa usa o Instagram para segmentar seus produtos e atingir o público específico, como a @nikerunning, dedicada aos praticantes de corrida.

“É a oportunidade de não só divulgar o seu produto para um público específico, como a partir disso, formar uma grande comunidade de praticantes de corrida”, pontua o consultor empresarial.

Então vamos às dicas para o crescimento da sua pequena empresa em 2019:

  1. Use o banco de dados em processos como: planejamento estratégico e de marketing focados no comportamento do cliente;
  2. Segmentação é a palavra da vez: apresente cada produto para o potencial público;
  3. Equilibre as finanças, se necessário, peça auxílio de especialistas;
  4. Mantenha o foco no cliente e em potenciais parcerias;
  5. Gere experiências! Use estrategicamente todas as ferramentas disponíveis para manter a aproximação com o cliente. O atendimento deve passar de ótimo, para excepcional!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here