Antes de começar, é válido esclarecer algo sobre o título deste artigo, onde uso as palavras ‘empreendedor funcional’, como uma alusão a ‘alfabeto funcional’.

Usarei o termo “empreendedor funcional” de forma diferente da que vem sendo utilizada por alguns especialistas. Isso porque tomei a liberdade de comparar a outro largamente utilizado na educação – analfabeto funcional, onde este se refere às pessoas com algum tipo de instrução (sabe ler e escrever), mas são incapazes de exercitar a interpretação de textos simples, ficando presas as interpretações de massas ou de terceiros. Considerando as devidas proporções, acredito que empreender sem aprender o tornará um empreendedor funcional, replicando o que ouviu falar ou tentando repetir o sucesso alheio.

Por onde começar a falar de um tema tão delicado quanto “empreendedor funcional”? Venho pensando sobre isso há algum tempo, mas ainda não havia surgido a oportunidade para uma abordagem correta, que respeite as iniciativas e sugira uma reflexão ao invés de ser apenas uma crítica vazia. Modismos vêm e passam, deixando um rastro de insatisfação, vergonha, falta de sentido e grande desvio de foco, dependendo da situação.

Empreendedor Funcional Versus Empreendedor Real

Falando em empreendedorismo, isso pode ter ainda um agravante mais sério, o comprometimento daquelas economias duramente conseguidas, rompimento de uma carreira de sucesso e ainda uma grande e dolorosa insatisfação. Empreendedorismo é a bola da vez, todo mundo fala sobre isso, surgem startups a todo o momento, pessoas decidem empreender da noite para o dia e poucos são aqueles que enxergam com seriedade e maturidade a longa trajetória que é se tornar um empreendedor.

Empreendedorismo é a bola da vez, mas poucos são aqueles que enxergam com seriedade e maturidade a longa trajetória que é se tornar um empreendedor.

Com o empreendedor funcional, as derrotas já se acumulam, fazendo surgir iniciativas, como encontros para falar somente delas; claro que o insucesso faz parte da vida de qualquer pessoa, mas o surgimento de grupos cada vez mais focados nesse tema pode ser um dos sintomas do empreendedorismo como moda desenfreada que está acometendo o nosso país.

Somos fazedores, isso é fato. Mas, outra característica muito comum entre nós é a falta de planejamento e controle. Saímos fazendo como se não houvesse amanhã, sem medir consequências, ou mesmo apurar informações soltas e pouco concretas. Os cases de sucesso, quase milagrosos, demonstram a equação perigosa que tem se tornado o empreendedorismo aqui no Brasil.

Acredito que o próximo grande negócio será recolocar inúmeros profissionais no mercado de trabalho, vindos de experiências devastadoras como empreendedores.

Os Uber’s da vida invadem blogs, redes sociais e eventos como se fossem a regra natural das coisas, quando na verdade, além de esconderem grandes falhas de gestão e negócios, são exceções arquitetadas cuidadosamente para parecer sucesso espontâneo e fácil.

Acredito que o próximo grande negócio será recolocar inúmeros profissionais no mercado de trabalho, vindos de experiências devastadoras como empreendedores. Não que seus perfis não sejam de empreendedores, provavelmente foi aplicado com foco equivocado somado à falta de preparo e autoavaliação.

Empreendedor ou Intraempreendedor

Você, aspirante a empreendedor, já parou para pensar que talvez o seu perfil seja de intraempreendedor, tendo um diferencial importante frente aos outros colaboradores? Já pensou também, que uma desavença com o seu atual líder pode significar que o problema é com ele e não necessariamente com você? Ou mesmo, que você pode ter uma dificuldade em se relacionar com superiores, mas que isso não necessariamente quer dizer que você tenha um perfil empreendedor?

Conclusão

Encontramos inúmeras alternativas para a tomada de decisão, são institutos, cursos, vídeos, e uma infinidade de textos falando sobre o assunto e seus desafios. Procure informação, exercite a dúvida, coloque-se a prova e planeje com cuidado essa transição. Empreender é uma delícia, mas requer foco, conhecimentos técnicos, administrativos e de negócios, que serão essenciais para escrever a sua história de sucesso e realização profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here