Seja pelas crises recentes do mercado brasileiro ou simplesmente pelo aumento dos canais de negócios na era digital, fato é que cada vez mais empreendedores nacionais buscam expandir ou migrar suas empresas para o exterior.

Se este é o seu caso, é provável que Canadá e Estados Unidos estejam no topo de sua lista de lugares favoritos para dar início ao seu projeto de internacionalização. Você não está sozinho.

Escolher a nova casa de um empreendimento nunca é fácil. São vários aspectos a considerar – pessoais e corporativos.

Para que você possa conhecer mais a fundo as suas opções e embasar sua decisão, preparamos uma comparação de pontos fortes e fracos gerais em ambos os casos. Confira!

Canadá

Não é segredo que o Canadá se consolidou como um dos principais destinos de imigrantes e negócios de todo o mundo, incluindo os brasileiros.

Veja abaixo as principais vantagens e desvantagens de iniciar a expansão internacional da sua empresa pela Terra do Maple.

Pontos Fortes

Poucos países no mundo têm uma política favorável à imigração como a do Canadá. São várias modalidades de concessão de vistos e incentivos para profissionais e empresas que estão aptos a contribuir com a economia canadense.

Sim, iniciar seu plano de expansão por um mercado aberto à sua chegada é essencial.

Além disso, quando consideramos que o seu objetivo é encontrar um piloto ideal para garantir o sucesso da sua investida em mercados estrangeiros, o Canadá também oferece enormes vantagens.

Leia Também:  8 Razões para Abrir um Negócio no Canadá

Isso porque o Grande Norte Branco reúne características tanto do mercado americano quanto do europeu. Para sermos exatos, nenhum outro país oferece essa versatilidade de observação de desempenho corporativo para os principais mercados do G7.

Começar sua expansão internacional em solo canadense confere credibilidade ao seu negócio.

Começar sua expansão internacional em solo canadense também confere credibilidade ao seu negócio na hora de abordar outros mercados. Poucos países impõem restrições às instituições canadenses. A “marca Canadá” é bem vista mundo afora, sinônimo de qualidade, credibilidade, seriedade, cooperação e inclusividade.

O Canadá também tem uma economia bastante aberta, e a partir do Canadá pode-se facilmente receber pagamentos em diversas moedas (dólares americanos, euros, etc). A ausência de burocracias e controle de fluxos cambiais faz do Canadá uma excelente base pra negócios internacionais.

Por fim, é impossível mencionar o Canadá sem falar nas estatísticas elevadas de qualidade de vida até mesmo em comparação com outros países desenvolvidos. Esse fator conta muito, especialmente se a migração de sua empresa significa também a migração de pessoas-chave de sua empresa.

Pontos Fracos

Procurar pontos fracos para começar a empreender no Canadá e nos Estados Unidos é como procurar uma agulha no palheiro, já que estamos comparando dois dos países com os melhores ambientes de negócios no mundo. Contudo, o que estamos explorando aqui são os prós e contras com base nesta comparação isolada de ambos.

O Canadá possui grandes centros comerciais em cidades como Toronto, Montreal, Vancouver, Ottawa e Calgary, mas seu mercado de consumo total é quase 10 vezes menor que o americano.

São 325 milhões de habitantes nos EUA, frente às 36 milhões de pessoas morando em território canadense.

Um desafio em uma expansão para o Canadá todo pode ser a adaptação às suas duas línguas oficiais, inglês e francês. Há também significativas diferenças regionais dentro do Canadá.

Leia Também:  Como Adaptar um Projeto de Negócio Brasileiro para o Mercado Canadense

Embora você possa se dar muito bem em determinado local dominando apenas um dos idiomas e estando adaptado para aquela região específica, seu crescimento a âmbito nacional dependerá de uma adequação completa às realidades regionais e de sua comunicação e suas soluções para falantes anglófonos e francófonos.

Estados Unidos

Os Estados Unidos dispensam maiores apresentações. Você já sabe que esta é a maior economia do mundo, que possui uma moeda forte e conta com um dos maiores mercados consumidores entre todas as nações.

Assim como no caso do Canadá, também separamos os maiores pontos fortes e fracos de iniciar a migração do seu empreendimento pelos EUA.

Pontos Fortes

Facilitar o ambiente de negócios está na cultura americana. Não é à toa que, dentro de uma década, mais da metade da força de trabalho dos Estados Unidos será composta por freelancers — os famosos autônomos ou empreendedores individuais do Brasil.

Uma outra vantagem de se posicionar nos EUA é o tamanho do mercado americano. São 10 centros urbanos com mais de 1 milhão de habitantes e 100 cidades com pelo menos 200 mil habitantes.

Leia Também:  A Oportunidade do Home Office no Mercado Financeiro

Ou seja, além de um mercado consumidor com um contingente de centenas de milhões de pessoas, as concentrações populacionais estão distribuídas pelo território americano, facilitando a logística e a abordagem de mercados internos.

Pontos Fracos

Enquanto a política de imigração é um fator positivo no caso do Canadá, a situação pode ser exatamente contrária nos Estados Unidos.

Sim, as regras de imigração americanas são relativamente rígidas e podem dificultar os planos de expansão de algumas empresas, a depender do mercado e do aporte financeiro, entre outros detalhes.

Os EUA figuram em 15º no ranking de 21 países mais caros para se viver no mundo.

Outro fator a ser considerado é que, em grandes concentrações urbanas, o custo de vida tende a ser mais alto.

Justamente por ser um país com diversas megacidades, como Nova York, Los Angeles, Chicago e Houston, além de outras 6 que ultrapassam a casa de 1 milhão de habitantes, os EUA figuram em 15º em um ranking da MoveHub de 21 países mais caros para se viver no mundo.

Conclusão

Afinal, qual é o melhor país para iniciar a expansão internacional da sua empresa, Canadá ou Estados Unidos?

Bem, uma resposta precisa depende de diversos fatores. É necessário levar em consideração seu ramo de atuação, os recursos que você dispõe para investir, as metas gerais de internacionalização e, claro, sua preferência pessoal.

No entanto, é possível dizer que, em termos gerais, muitas empresas passaram a focar mais no Canadá nos últimos anos — desde 2016. A predisposição do país em acolher negócios inovadores e pessoas aptas a contribuir com a força de trabalho local é determinante em muitos casos.

Mas tenha cuidado: um projeto de internacionalização requer cautela.

Mesmo em países amigáveis a imigrantes e empresas como o Canadá, uma integração bem-sucedida com o mercado depende de análises culturais e comerciais, assim como bastante planejamento.

Para que você minimize seus riscos e se estabeleça da forma mais tranquila possível, a melhor coisa a se fazer é contar com a ajuda especializada no mercado local.

CredMiner

Esse é o trabalho da Lucalex, uma empresa com soluções exclusivamente pensadas para auxiliar empresas brasileiras a fincar raízes no mercado canadense e prosperar em seus planos de expansão internacional.

Bons negócios!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here