Para ser um freelancer de sucesso é necessária muita disciplina, independentemente da área de atuação. Procurar por novos clientes, trabalhos, responsabilidades em trabalhar sozinho, falta de benefícios, seguranças que são oferecidos por quem trabalha em regime CLT são uma das questões mais presentes.

São profissionais que demandam mais organização para contar com uma saúde financeira em dia. Muitos acabam tendo problema de entradas irregulares de dinheiro, mistura da conta pessoal e de trabalho. Ter um bom planejamento financeiro melhora a qualidade de vida, além de permitir que novos planos para a carreira sejam almejados.

1. Analise suas finanças

Para começar a organizar as suas finanças, é importante colocar em uma planilha todos os dados. As contas da vida pessoal e familiar, com todos os boletos, gastos fixos, assinaturas.

Depois disso, é a hora de abrir uma planilha com o trabalho, colocando os ganhos dos últimos seis meses e os gastos relacionados a profissão.

Calcule uma média dos seus ganhos dos últimos seis meses. Depois, preencha uma coluna mental com os ganhos futuros, diferenciando os trabalhos fixos e que continuam nos próximos meses dos que foram finalizados. Se houver projetos em desenvolvimento com datas de pagamento fixas também devem ser colocados na planilha.

Leia Também:  Como Maximizar O Rendimento do Seu Fluxo de Caixa [Dicas, Ferramentas e Planilhas]

Com esses valores, é a hora de pensar se as médias dos meses passados conseguiram pagar todas as contas e manter um bom padrão de vida. Depois pensar se os valores dos próximos meses vão permitir investimentos para o futuro. Se as respostas forem negativas para esses questionamentos, o valor recebido está sendo pouco.

Além de saber a média e a projeção dos seus ganhos, é necessário listar todos os gastos com o trabalho. Isso quer dizer, sinalizar os valores como internet, eletricidade, celular, combustível, transporte, alimentação, materiais de trabalho, etc.

2. Separe as contas

Mesmo que a vida de freelancer não demande muitos gastos, mantenha nas suas planilhas as contas separadas, uma para a vida pessoal e outra para a vida profissional. Se você tiver uma conta jurídica, como PJ, MEI ou Simples Nacional, pode ser necessário renegociar suas tarifas, mantendo apenas o que usa para poder organizar o seu planejamento financeiro.

Leia Também:  Como Abrir Uma Empresa MEI: O Passo a Passo Para Formalizar O Seu Negócio

Em um bom cenário, a média dos seus últimos meses tem que ser o suficiente para manter as contas em dia, dívidas pagas e também com um valor para investimento futuro. Desse valor, retire os custos do seu trabalho.

3. Reserva emergencial

Ter uma reserva emergencial pessoal é importante, mas também tem que ser pensada em uma profissional. A ideia é evitar que alguma despesa inesperada aconteça e que impeça o seu trabalho, como um problema no computador, celular furtado, entre outros.

O valor investido pode ser relacionado a 5% do seu ganho em um mês e aumente esse valor sempre que o seu faturamento aumentar. O valor pode ser investido em alguma aplicação com liquidez para retirar rapidamente em caso de necessidade.

4. Salário médio

Depois de retirar todos os valores mencionados, o resto é o seu faturamento, ou seja, o seu salário médio. É o valor que deve se encaixar no seu custo de vida. Como a vida de freelancer tem uma irregularidade nos pagamentos e de trabalho, é importante ter ainda mais disciplina em relação a vida financeira.

Leia Também:  Os Mitos, Os Benefícios e Os Desafios do Trabalho Remoto

As contas precisam ser controladas, dívidas encaixadas dentro de um planejamento mental, além da reserva emergencial. Nos meses com um faturamento acima da média, aproveite para antecipar o pagamento de alguma dívida ou procure investimentos a curto prazo. Não se esqueça que meses com ganhos mais baixos também podem vir.

5. Novos trabalhos e projetos

Em algum momento, pode ser necessário avaliar os seus projetos fixos, analisando o seu desempenho, as entregas e se quer continuar atuando nisso. É um bom momento para conversar com os clientes, apresentar suas análises positivas para verificar a negociação de algum valor.

Muitos profissionais podem se questionar se querem mesmo continuar nesses projetos ou se querem procurar uma área que dê mais remuneração. Se fizer uma análise positiva do seu trabalho, fica mais fácil de perceber que novos clientes podem melhorar a sua saúde financeira, aproveitando para divulgar isso nas redes sociais.

É muito importante em qualquer área, como na área de web designer, manter uma rede de contatos ativa. Caso não conheça sobre a profissão, procure um manual que mostra qual é o salário de um web designer, conhecendo o que ele faz e atividades relacionadas a essa área que tem sido muito procurada por profissionais freelancers.

Fale com outras pessoas da sua mesma área de atuação para pedir indicações, visite clientes ou converse com ex-colegas para criar um novo negócio. Se funcionar para o seu ramo, anuncie os seus serviços nas redes sociais. Isso faz com que mais pessoas saibam sobre o seu trabalho e atrai novos clientes.

6. Férias, crescer e aposentadoria

De maneira geral, a saúde financeira melhora com uma boa programação. Se quer expandir os seus negócios, é necessário ter capital para dar um passo sem passar por um endividamento. Tudo isso é resultado de um bom planejamento, de corte de excesso e de uma economia inteligente nos momentos de melhor faturamento.

Leia Também:  5 Dicas Para Um Planejamento de Sucesso em 2020

Se planeje também para tirar férias. Converse com os seus clientes, adiante algumas entregas e negocie prazos para não faltar com profissionalismo. Dessa forma, procure fazer uma viagem, que vai necessitar de um planejamento financeiro. Estabeleça um valor de investimento, guarde dinheiro e tire frutos do seu trabalho.

Mesmo sendo freelancer, também é necessário pensar na sua aposentadoria, sendo uma questão a ser planejada sozinha. Fazer o pagamento do INSS é um dos passos, mas também deve conversar com um assessor de investimentos para conhecer as opções de previdência privada, além de outros investimentos que podem ser feitos.

7. Fidelização de clientes

Por fim, para ter uma boa carreira como freelancer, é necessário ter um bom número de clientes, traçando estratégias de fidelização. Conquistar um novo cliente é bem mais caro, demanda mais esforço e tempo, do que manter um atual satisfeito com os seus trabalhos.

Assim, busque promover ações na melhoria dos relacionamentos com os clientes, atendendo bem, antecipando problemas. Ter uma vida financeira como freelancer é complicada, demanda esforço e disciplina, por isso, manter clientes é fundamental para garantir uma renda mensal estável.

CoiNext

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here