Abrir o próprio negócio é um grande desafio. Administrar, construir estratégias, montar uma equipe, manter a saúde financeira da empresa, inovar, criar soluções e etc. São muitas as tarefas que um empreendedor precisa desenvolver. Mas isso nem sempre faz com que alguém desista de abrir o próprio negócio.

Na maioria dos casos, existe um sonho maior por trás de uma empresa. Pode ser a realização pessoal, profissional, busca por mais qualidade de vida ou, até mesmo, a independência financeira, que é o assunto deste post.

Para quem busca esta liberdade financeira, o primeiro passo, é entender o que ela significa de fato.

O que é ter independência financeira?

A independência financeira pode ser traduzida pelo sucesso de um empreendedor, ou seja, quando ele deixa de trabalhar por necessidade e passa a trabalhar por prazer. Isso muda totalmente sua perspectiva de negócio. Ele consegue arriscar mais e tomar decisões sem pressão e com muito menos preocupação.

Essa tal independência é o momento em que o indivíduo alcançou uma reserva ou adquiriu uma fonte de renda capaz de arcar com seus custos, mesmo que ele não tenha um salário fixo.

Um exemplo bem prático é pensar em alguém que poupou dinheiro durante um determinado tempo, investiu o capital em uma modalidade rentável e consegue arcar com seus custos apenas com os rendimentos da aplicação.

Parece um sonho, não é? A melhor parte é que é totalmente possível chegar a este patamar. Mas você pode estar pensando: isso não demoraria muito tempo e precisaria de uma aplicação muito alta? No próximo tópico vamos entender que não é preciso ter muito dinheiro para alcançar a independência financeira.

É preciso ter um grande patrimônio para ser independente?

Esta é uma dúvida de muitos empreendedores. Só consegue alcançar a independência financeira quem tem muito dinheiro ou um negócio milionário? Certamente, não. Com pouco dinheiro é possível conquistar independência. Uma boa saída pode ser investir na Bolsa de Valores.

A Bolsa é um ambiente muito democrático, onde muitos empreendedores conseguem potencializar os ganhos que adquirem com seu negócio. Neste ambiente, compradores e vendedores se unem para negociar ações, moedas, índices, commodities, entre outros ativos. Para realizar estas negociações não é preciso ter muito dinheiro, pelo contrário, não há valor mínimo para começar a investir na Bolsa.

O valor a ser investido ficará a critério de quanto em rendimentos você precisará para arcar com seus custos. Quem precisa de R$ 2.000 para viver irá aplicar valores diferentes de quem precisa que os rendimentos ultrapassem a casa dos R$ 10.000 por exemplo.

É muito importante que o empreendedor tenha uma reserva financeira ou de bens que gerem rendimentos que possibilitem a receita de duas vezes o atual pró-labore ou ganho mensal. Por exemplo, para quem ganha R$ 5 mil por mês, o ideal é ter reservas financeiras que gerem, ao menos, R$ 10 mil reais em rendimentos.

Criar uma reserva pode parecer um desafio para algumas pessoas. Então, o que é preciso para chegar ao ponto de viver apenas de rendimentos? Existe um segredo que pode ajudar bastante.

O grande segredo para alcançar a independência financeira

Dizer que o planejamento ajuda a alcançar a independência financeira é algo muito prudente, mas isso não é tudo. Não basta ter o melhor planejamento do mundo se ele não for executado. Este é o grande segredo: a execução.

O mundo dos negócios vai além de boas ideias organizadas em um papel. Se ninguém for capaz de testá-las e torná-las realidade, serão apenas ideias que se perderão com o passar tempo. Uma boa execução do seu planejamento pode te deixar cada vez mais próximo da independência financeira.

Além disso, para alcançar seu melhor desempenho empreendedor, é preciso saber onde quer chegar. Por isso, nunca se esqueça dos seus sonhos e dos seus maiores objetivos. Com muito foco e determinação você poderá ir muito além da independência financeira.

SmartBusinessPlan


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here