A nova era quebra paradigmas de empreendedorismo, e o que antes eram videogames com fins de entretenimento, criados para protagonizar desafios virtuais, agora se chamam e-Sports, ou esportes eletrônicos.

Esta modalidade esportiva baseada em jogos virtuais deve ser levada muito a sério, pois atualmente demanda profissionalismo, manejo de técnicas e amplos conhecimentos no campo dos videogames. Os e-Sports crescem em valores e promovem um estilo de vida saudável naqueles que desejam empreender nesta área, e também participar em competições em nível mundial.

A competição é enorme, os e-Sports tornaram-se um modelo de negócio atraente e dinâmico para jovens empreendedores, mas tudo é conseguido com constância e esforço, assim o demonstram grandes jogadores do e-Sports como Johan Sundstein, Jessi Vainikka ou Anathan Pham que dedicam muitas horas frente ao console para especializar-se em certos jogos de vídeo, com o propósito de desenvolver suas habilidades e ganhar muito dinheiro.

Milhões de espectadores, sem distinção de idade, seguem os esportes eletrônicos, e cada dia somam mais adeptos. Até empresas de apostas importantes contam com um grande número de usuários que apostam desde o aplicativo Móvel Betway com seção exclusiva para e-Sports, pela grande popularidade que conseguiram em muitos países superando a outro tipo de competições.

Cada videogame reúne uma série de características particulares, os desenvolvedores e organizadores estabelecem as regras que os jogadores devem cumprir durante o torneio. Trata-se de um estilo de empreendimento baseado no progresso constante do jogador, ou seja, avança-se em função dos resultados visíveis e do desenvolvimento profissional no setor.

O setor e-Sport contempla vários gêneros: jogos de estratégia, jogos de combate em primeira pessoa e arenas de batalha multijogadores online. A cada ano, a experiência dos jogadores e usuários é mais realista. Graças à tecnologia, a dedicação dos desenvolvedores e o profissionalismo dos jogadores se evidencia um incremento tanto em participação como em audiência.

Os espectadores focam-se nas estratégias e na forma como outros gamers jogam jogos de vídeo, o que faz com que os estádios fiquem cheios de amadores.

Muitas empresas fabricantes de computadores e acessórios periféricos apresentam interesse em esportes eletrônicos como uma oportunidade real de negócio emergente dentro do mundo do lazer e do espetáculo digital, por causa da fama extensiva que adquiriram os e-Sports com resultados verificáveis nas diferentes plataformas.

O alcance cultural e financeiro deste tipo de empreendimento não tem limites, na atividade empresarial geram-se novas propostas relacionadas com a indústria do lazer digital, surgiram inclusivamente empresas que aconselham outras empresas no que respeita ao patrocínio e à execução de atividades do sector e-Sport.

O fenômeno dos videogames rompeu as previsões atualmente existem 2.300 milhões de jogadores que dedicam seu tempo de lazer a esta atividade. Os especialistas em negócios consideram que este novo nicho de mercado e empreendedorismo representa uma oportunidade extraordinária para gerar ingressos ambiciosos após cada torneio.
Não há dúvida de que a forma como as pessoas percebiam os e-Sports mudou radicalmente. Pessoas e empresas reconhecem que são uma oportunidade emergente de negócio em diferentes campos.

A expansão da indústria não se limita apenas ao patrocínio ou apostas em casas de apostas Betway, também inclui um amplo mundo para os adeptos a esta atividade empreendedora: fornecedores de espaços para eventos, contratação de equipes interativas, formação de ligas, fornecedores de equipamentos especializados, analistas de jogos, desenvolvedores, comentadores, agências de viagens para as equipes participantes, hotéis e parques temáticos, turismo para torneios, e muito mais.

CoiNext

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here