O formato de educação a distância (EAD) já é uma importante realidade de ensino para milhões de brasileiros e tem ficado cada vez mais popular devido as diversas possibilidades de tecnologias que ele possui ao seu favor. A possibilidade de reproduzir uma sala de aula de forma interativa e dinâmica, porém, em um ambiente virtual é o grande diferencial desse método que tem dominado o formato de capacitação de crianças, jovens, adultos e profissionais.

E diante de um cenário cada vez mais crescente surgiu uma nova modalidade de educação a distância, o conceito de mobile learning, a utilização de dispositivos móveis para a realização de atividades educacionais. Juntos eles formam uma verdadeira revolução no sistema de ensino brasileiro.

Leia Também:  Evento em São Paulo Abordará a Importância do Mobile Learning e da Gamificação na Gestão de Pessoas

No último ano, após a entrada em vigor da nova legislação que regulamenta o modelo de educação, foram credenciados 2.228 novos polos de EAD no país, entre maio de 2017 e maio de 2018. O aumento foi de 33,8% em relação ao período anterior.

Os dados são do governo federal. De acordo com especialistas, o salto se refere a uma das principais mudanças do decreto 9.057, de maio de 2017. De acordo com a norma, as universidades que já contam com graduação a distância credenciados pelo Ministério da Educação (MEC) podem abrir novos polos sem necessidade de autorização prévia.

“Os cursos a distância através o mobile learnig visam ajudar jovens a aflorarem suas ideias através de conteúdos dinâmicos, práticos e fáceis de serem utilizados. Eles têm a possibilidade de estudar não apenas sobre as disciplinas convencionais de cada curso, como também com conteúdos que vão ajudá-los no desenvolvimento pessoal e entre outras áreas da vida”, ressalta Ricardo Drummond, CEO da mLearn, startup focada em aprendizagem móvel.

Atualmente, 97% dos estudantes possuem um smartphone, o que comprova que o modelo de aprendizagem mobile deve transformar o mundo da educação.

Atualmente, 97% dos estudantes possuem um smartphone, o que comprova que o modelo de aprendizagem mobile deve transformar o mundo da educação. Após o surgimento da educação a distância e com todas os benefícios que ela trouxe, houve várias mudanças nas relações de ensino, não só para quem aprende, mas também para quem ensina. De acordo com o Ricardo são diversos os benefícios oferecidos para quem opta por este método de ensino, que vão desde custos, praticidade, otimização de tempo, entre outros.

“Essa revolução consiste em levar aos usuários a possibilidade de estudar através de qualquer lugar e no tempo que ele estiver disponível. Além disso, há alternativas de conteúdos das mais diversas áreas de conhecimento o que ajuda no desenvolvimento de habilidades em qualquer assunto que for do seu interesse”, destaca Ricardo.

O profissional ainda ressalta que apesar deste formato de ensino já ser um recurso bastante utilizado no mundo, ainda há um enorme potencial de crescimento nessa área.

“Sabemos que é um mercado que está em expansão e por isso buscamos sempre criar novos aplicativos que sejam alternativas de estudo e capacitação. Queremos mostrara para a nova geração que eles podem obter conhecimento de forma eficiente, prática, de maneira divertida e o melhor, na palma da mão”, observa Ricardo.

Um dos cases de sucesso da startup mLearn é o aplicativo Qualifica. A app disponibiliza mais de 600 aulas para quem quer se capacitar a partir de 14,90. A plataforma de Educação funciona como um complemento de aprendizagem para quem deseja se especializar em diversas áreas (marketing pessoal, cursos de idiomas, gestão, educação a distância, preparatório para o Enem, Colocação no Mercado de Trabalho, Empreendedorismo, Controle de Dinheiro, entre outros).

O Qualifica ainda possui diversas funcionalidades: cursos, provas, certificados, exercícios, socialização, notícias, entre outras. O aluno não precisa estar online para acessar os conteúdos. Basta fazer download das lições, estudar e se qualificar. Um dos diferenciais é que o aplicativo é fato de ele ser integrado com as redes sociais e o aluno participa de um jogo onde tudo o que ele faz é avaliado e pontuado, à medida que ele estuda ganha pontos, medalhas e vai mudando de nível.

O Qualifica possui funcionamento nacional e pode ser acesso via smartphone (basta apenas baixar o aplicativo).

SOBRE MLEARN

Criada em 2013, a mLearn é uma startup focada em aprendizagem móvel que possibilita para instituições educacionais e empresas a entrega de programas educacionais via smartphones, usando gamification e ferramentas de aprendizagem social.

Em 2014 a empresa teve o seu plano de negócios destacado pelo programa de Inovação e Empreendedorismo da Universidade de Standford, na Califórnia. A startup já capacitou mais de cinco milhões de pessoas com cursos rápidos nas quatro operadoras do país, e conta com um sistema de distribuição de cursos prontos direcionados para áreas diversas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here